BrasileiroCampeonatoFutebol BrasileiroSão Paulo
Destaque

São Paulo tem time milionário e futebol pobre

Por Roberto Maia – Na rodada do Campeonato Brasileiro desse meio de semana, o São Paulo deu mais uma mostra à sua torcida que existem muitos motivos para preocupação quando ao futuro do time. A derrota para o Goiás por 1 a 0 no Estádio do Morumbi, mostra a fragilidade e os problemas da equipe que não consegue encontrar o caminho do bom futebol.

Erros defensivos, excesso de cruzamentos para a área adversária e o pênalti perdido por Reinaldo fizeram a torcida perder a pouca paciência que restava. O time saiu sob vaias no final do jogo. Com 35 pontos, o Tricolor segue na sexta colocação do campeonato. O sonho de conquistar o título do Brasileirão fica mais distantes, embora ainda restem muitos jogos pela frente. Mas quem acredita nessa recuperação? Até porque o próximo jogo será no sábado contra o líder e embalado Flamengo, no Rio de Janeiro.

Na última década o São Paulo

já tentou de tudo um pouco para retomar o caminho das conquistas. Nada deu certo. Parece que o clube perdeu a receita dos títulos e futebol brilhante que o consagrou e o levou a ser chamado de Soberano. Já vai longe o ano de 2008, quando o Tricolor foi tricampeão brasileiro jogando um futebol empolgante. Talvez o sucesso tenha subido à cabeça, dando a falsa ideia de que nada poderia abalar o poderio conquistado. Mas o futebol é cíclico e uma gestão ruim pode colocar tudo a perder. E o Tricolor teve mais de uma gestão ruim.

Pior é que enquanto afundava lentamente na lama produzida por seus dirigentes, os rivais de São Paulo a fragilidade e avançaram nas conquistas. Corinthians, Palmeiras e Santos venceram campeonatos enquanto o Tricolor conquistou apenas um título da Copa Sul-Americana de 2012.

São Paulo jogou de camisa azul e Daniel Alves foi vaiado
São Paulo jogou de camisa azul e Daniel Alves foi vaiado após derrota para o Goiás (Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net)

Nuvens de tempestade pairam perigosamente sobre o Morumbi.

O treinador Cuca, como sempre acontece, pode ser o primeiro a ser culpado pelos fracassos. Mas o buraco é mais embaixo.

A receita das conquistas tem que ser reescrita com sabedoria. O trabalho da comissão técnica e dos dirigentes têm que ser avaliado. A roupa suja tem que ser lavada internamente. Mas acho que é pedir muito. Atitudes intempestivas são o caminho mais lógico para tentar agradar os torcedores insatisfeitos. Não adianta contratar jogadores do nível do excelente Daniel Alves achando que ele sozinho irá resolver os problemas do dia para a noite.

Atualizando a informação, o treinador Cuca em reunião com a diretoria do São Paulo acacou de pedir demissão (26/7/19).

Roberto Maia é jornalista, cronista esportivo, editor da revista Qual Viagem e do portal Travelpedia

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo