Fora do campoFutebol InternacionalNotíciasOpiniãoResenha
Destaque

Maradona e Che Guevara: qual a relação entre esses dois nomes?

Além de argentinos, ambos compartilharam ideias políticos

Você sabia que Maradona e Che Guevara tiveram uma ligação? Se tem uma terra que “respira lucha” é a Argentina. E talvez esse seja um grande diferencial dos hermanos para nós brasileiros. Ideologias à parte, é lá que estão grandes símbolos da esquerda. Assim sendo, político e jogador de futebol, Diego Maradona e Che Guevara respectivamente, representam muito para todos nós. E, polêmicos ou não, possuem ligações verdadeiras de admiração e respeito por quem os acompanha.

Diego Armando Maradona foi um dos grandes jogadores de futebol da história, mas isso não é nenhuma novidade, certo? O cara nasceu em Lanús, nas proximidades de Buenos Aires. E foi lá mesmo que iniciou sua carreira jogando pelo Argentinos Juniors. Com uma trajetória de vitória pela seleção argentina, o craque conquistou a Copa de 1986. A partida histórica, aliás, foi disputada na Espanha. E o clube onde ele foi mais vitorioso foi o Napoli da Itália. Maradona faleceu no final de 2020. A consequência foi a parada cardiorrespiratória sofrida por ele.

Maradona e Che Guevara
Foto: Marcos Brindicci/Reuters

O ex-jogador e ídolo argentino Diego Armando Maradona morreu aos 60 anos, no dia 25 de novembro de 2020. Dessa forma sua morte teve grande impacto, inclusive na política, da qual ele teve forte relação em sua trajetória. Assim, da personalidade simpática aos valores e líderes da esquerda mundial, o craque rompeu as fronteiras da Argentina com sua militância.

A ligação de Maradona e Che Guevara

Um exemplo da ligação entre os dois foram as marcas no corpo de Diego. Maradona chegou a fazer tatuagens com os rostos do líder cubano Fidel Castro e do guerrilheiro revolucionário Che Guevara. E como se não bastasse, Maradona, de fato, se identifica com a luta da esquerda. E sua vida, ele chegou a fazer manifestações de apoio aos ex-presidentes brasileiros Lula e Dilma Rousseff, do PT.

O então mandatário russo Vladimir Putin também era admirado por ele. Mas com relação a Fidel, o “El Pibe”, como era conhecido o ex-jogador, se aproximou consideravelmente do cubano em 2000. O jogador argentino passou uma temporada morando no país do Caribe. Lá em Cuba, ele foi à procura de tratamento de desintoxicação de drogas.

Em suas falas públicas, Diego sempre ressaltou sua admiração e respeito por Fidel. Dizia que, junto com Deus, Ele é a razão pela qual estava vivo”. Coincidentemente a morte de Fidel também ocorreu no dia 25 de novembro, mas de 2016. Neste dia, aliás, Maradona fez uma emocionada homenagem a ele, a quem considerava “o mais sábio de todos”. Há inúmeros registros de seus encontros com Fidel, inclusive aquele em que mostra a tatuagem com o rosto do político na perna.

Outros traços da inclinação política de Maradona

As homenagens de Dieguito às personalidades políticas não param por aí. A tatuagem com o rosto de Che no ombro direito simbolizava uma admiração pelo seu conterrâneo, nascido em Rosário. Os 2, aliás, compartilhavam a nacionalidade e a simpatia dos ideais comunistas. Isso, inevitavelmente, consolidou uma relação entre Maradona e Che Guevara.

Ernesto Che Guevara não viveu o suficiente para assistir a Maradona ganhar a Copa do Mundo de 1986 com a Seleção Argentina.  Fã de futebol, Che morreu em 1967, ou seja, 19 anos antes. A imagem gravada na pele sempre foi alvo de questionamentos para o atleta. Sua silhueta acompanhou o ídolo argentino em diversos episódios marcantes —do futebol à política.

Foi um revolucionário que ajudou a instaurar um novo regime político – unipartidário e socialista – em Cuba, que dura até hoje. Para muitos, Che é vilão. Para outros, um mártir. Isso porque ele se opôs aos ditadores e aos EUA e lutou por sociedades mais justas em países como Guatemala, Congo e Bolívia. Para outros, foi um guerrilheiro que se notabilizou pela violência. Os métodos utilizados para atingir seus objetivos era perseguir e matar opositores.

De qualquer forma, é uma figura histórica importante e um ícone cultural em todo o mundo, chegando a ser venerado como santo em algumas partes da Bolívia. Assim, seu nome e seu rosto viraram símbolos de rebeldia, sendo usados até hoje em camisetas, pôsteres, músicas, games e até mesmo eternizado no braço do sempre presente Maradona.

Veja Também!

Maradona e Che Guevara: qual a relação entre esses dois nomes?

Maradona e Lula: reveja a história e a ligação entre os dois

Maradona e Napoli: o jogador que mudou a história de um clube

Conheça nosso Guia de apostas para iniciantes.

Você sabe que são os jogadores mais rápidos do mundo? Olha!

Entre no nosso grupo no Telegram, receba Tips e tire dúvidas! Aqui!

Quer colaborar? Entre em contato! 

Conheça os melhores campeonatos de games de futebol que existem aqui!

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo