Fora do campoFutebol BrasileiroNotíciasOpiniãoResenhaSão Paulo

Camisas do São Paulo: uma história preservada dos uniformes

Um passeio pela história do clube a partir de suas camisas

Hoje vamos falar sobre as camisas do São Paulo. Assim como a grande maioria dos times nacionais, o uniforme do São Paulo tem elementos que remetem à origem do clube, criado em 1930. No caso do tricolor paulista, as duas listras em preto e vermelho representam a união dos times Club Athletico Paulistano — a de cor vermelha — e Associação Atlética das Palmeiras — a listra preta.

No entanto, diferente dos demais clubes, as camisas do São Paulo precisam manter o mesmo estilo de uniforme. A manutenção da estrutura deles é estatutária, ou seja, está mantida por uma cláusula contida na fundação do clube.

Com isso, as poucas mudanças implementadas ocorreram em ocasiões especiais como por exemplo o fardamento utilizado em homenagem aos 25 anos de carreira do goleiro Rogério Ceni, em 2015, ou a camiseta celeste em homenagem à Seleção uruguaia lançada em 2019.

Sete camisas do São Paulo que fazem parte da história do time

Camisas do São Paulo especiais de aniversário de 90 anos (2020)

 

Na última temporada, o tricolor paulista celebrou o aniversário com algumas mudanças na camiseta. O novo fardamento estreou na partida contra a Liga de Quito, pela Libertadores da América. As três principais faixas, na altura do peito, seguem até as costas. Além disso, a camisa também apresenta três faixas prateadas percorrem os ombros e listras verticais brancas em marca d’agua.

Camisas do São Paulo em homenagem à seleção uruguaia (2019)

A terceira camisa faz homenagem à seleção uruguaia com a cor azul celeste predominante. Assim, o clube estreou o uniforme alternativo na partida contra o Ceará, tornando-se a primeira camisa vestida por Daniel Alves em jogos oficiais.

O odiado uniforme amarelo (2016)

A galera não curtiu nada as camisas do São Paulo na qual a cor predominante é amarela. Assim, elas só duraram uma partida. A ideia foi bolada pela fornecedora de material esportivo Under Armour, e visava homenagear as conquistas são-paulinas em todas as modalidades esportivas.

Homenagem a Rogério Ceni (2015)

Esta camiseta bordô tem uma faixa vermelha situada no centro e cortada por um fino filamento dourado. Já os goleiros usaram uma camisa semelhante de contraste entre grafite e azul-marinho.

A camiseta azul do Recreativo de Cuelva (1969)

Uma história curiosa envolveu o uso de uma camiseta de outro time em durante o Troféu Colombino, em 1969. Na ocasião, o São Paulo não possuía sua camisa listrada para jogar contra o Real Madrid e o clube atuou com a camisa azul do Recreativo de Huelva, promotora da competição. Mas o novo uniforme deu sorte e São Paulo ganhou o jogo por 2 a 1.

As camisas do Unión Española (1978)

A Libertadores de 1978 foi outro momento em que o São Paulo se obrigou a usar uniforme de outro time. Assim, o fato rolou na partida diante do Palestino, no Chile. Sem o uniforme reserva, o clube triunfou pelo placar mínimo usando a camisa do Unión Española.

O primeiro uniforme alternativo (1940 e 2010)

Por fim, lançado por volta de 1940, este é oficialmente o terceiro uniforme do clube. Com listras verticais pretas e brancas e detalhes vermelhos na gola e nas mangas. Na época, os atletas usaram o uniforme em pelo menos sete jogos, entre eles as vitórias sobre os adversários Corinthians, Portuguesa e o argentino Gimnasia y Esgrima.  Em outubro de 2010, rolou o lançamento de um modelo parecido para integrar os uniformes dos goleiros, mas com calções e meiões em vermelho.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo