Corinthians
Destaque

No mês de aniversário do Corinthians só o time feminino dá alegrias

Por Roberto Maia

O Corinthians e seus torcedores receberam um pacote com presentes bem indigestos no mês do aniversário de 109 anos do clube. O primeiro veio da Caixa Econômica Federal, que resolveu executar a dívida de R$ 536 milhões relativa ao financiamento da obra da arena, em Itaquera. O banco estatal, que emprestou R$ 400 milhões para a construção do estádio, alega que o clube está com as prestações atrasadas desde março. O presidente corinthiano, Andrés Sanchez, garante que mantinha um acordo verbal não oficializado com a CEF e estava com os pagamentos praticamente em dia. Agora, um novo acordo será tratado na esfera judicial.

Dias depois, a Caixa mandou mais um presentinho ao clube. A CEF está cobrando uma multa no valor de R$ 48,7 milhões por causa das parcelas não pagas do financiamento da arena.

Chega? Não, tem mais presentes. A Justiça acatou o pedido para incluir o nome da Arena Itaquera S/A, que administra o estádio do Timão, no Serasa, o cadastro de inadimplentes.

 Arena Corinthians - Foto Roberto Maia
PRESENTE RUIM: Caixa Econômica Federal resolveu executar a dívida de R$ 536 milhões do financiamento da obra da arena (Foto: Roberto Maia)

Mas quando as coisas estão ruins elas ainda podem piorar, a Tejofran, empresa que até agosto de 2018 era a responsável pela limpeza e segurança da Arena Corinthians, ingressou com ação na Justiça de São Paulo cobrando R$ 5,2 milhões. O valor é referente a pagamentos não realizados entre fevereiro e agosto do ano passado, mais multas e outros encargos.

E como diz um ditado popular, onde passa um boi passa uma boiada, até o artista Laercio Alves da Silva, autor de uma estátua do ídolo Sócrates, ingressou com processo na Justiça pedindo uma indenização de R$ 300 mil do Corinthians por uso indevido da imagem, além de danos materiais e morais.

Além de todos esses presentes, a Fiel Torcida ainda teve que aguentar gozação pesada dos torcedores adversários por causa de duas falhas do goleiro Cássio. Primeiro ele levou um gol de escanteio na casa corinthiana em jogo contra o Ceará. O gol livrou o time cearense da derrota e tirou dois pontos preciosos do Alvinegro. No jogo seguinte, contra o Fluminense, o ídolo da Fiel deixou passar por entre os braços uma bola defensável chutada de fora da área.

Mas quando nuvens negras de tempestade eminente pairam perigosamente sobre o Parque São Jorge, um raio de sol traz alegria aos corinthianos no mês do aniversário do Timão. É o time de futebol feminino do Corinthians, que depois que bater o recorde mundial com 28 vitórias consecutivas, segue ampliando a marca e já soma 33 jogos sem saber o que é derrota.

Time futebol feminino Corinthians - Foto Bruno Teixeira Agência Corinthians
PRESENTE BOM: Time de futebol feminino do Corinthians tem 33 jogos de invencibilidade e está na final do Brasileirão (Foto: Bruno Teixeira/Ag. Corinthians)

Além da incrível série invicta, as mosqueteiras estão na final do Brasileirão feminino de 2019. Depois de eliminar o Flamengo na semifinal, encara agora a Ferroviária de Araraquara. As decisões serão realizadas nos dias 22 e 29 de setembro, e as corinthianas têm a vantagem de jogar o segundo jogo em casa por causa da melhor campanha na primeira fase. Ambos os jogos serão realizados às 14h e terão transmissão da TV Bandeirantes.

Sem dúvida as garotas do Corinthians são favoritíssimas ao título. Mas é bom lembrar que as finais serão ainda em setembro, mês que não está sendo nada favorável ao clube.

* Roberto Maia é jornalista, cronista esportivo, editor da revista Qual Viagem e do portal Travelpedia

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo