InternacionalNotícias
Destaque

É triste ser um vice-campeão!

Ah, como é triste chegar até o fim de um campeonato e não ganhá-lo... Principalmente, se é na sua própria casa.

O Internacional, como sabemos, chegou a ser vice-campeão da Copa do Brasil. De fato, uma alegria para os paranaenses e um sentimento triste para os colorados, uma vez que foram desclassificados das duas competições que disputavam.

Euforia e esperança antes do jogo:

No começo, é tudo lindo. Uma esperança e euforia que faz com que nos encha de confiança que nosso clube possa se consagrar o campeão, mesmo precisando reverter um placar desfavorável. Assim, torcedores vão às ruas, fumaça vermelha, bandeiras, gritos de incentivo e tudo o mais que é de nossa capacidade para apoiar o nosso time.

Triste ser vice-campeão

 

O apoio, tanto quanto físico e presente no Estádio, cresce, contudo, fora dele. Redes sociais, torcedores que acompanham ao vivo nos telões, bares, TVs de casa… Seja como for, é um apoio extra-campo que busca, ao máximo, transmitir ótimas energias para os 11 que entrarão em campo.

Triste ser vice-campeãoQuando tudo está prestes a começar, vemos um espetáculo à parte. Um show. Embora atrás no placar, ao mesmo tempo, todos buscam estar à frente em apoio e incentivo. É provável, analisando essas imagens, que qualquer jogador sinta o peso do apoio que é jogar uma final de Copa do Brasil. No entanto, o que ganha jogo não é o apoio da torcida e sim, como vimos, bola na rede.

Triste ser vice-campeão

Paolo Guerreiro, sem dúvidas, foi um dos jogadores que mais ajudou a equipe do Internacional a vencer partidas. No entanto, partidas decisivas, onde o próprio diz: “Tem volta”, acabaram, desse modo, se tornando um carrasco para o jogador. Que volta é essa que nunca chega?

Triste ser vice-campeão

A bola rola, e sentimos o início de tudo. De certo, achamos que realmente é possível um placar positivo e um título grandioso. Nesse sentido, o clube, apoiado pela torcida, vai pra cima e busca, logo de cara, o gol tão esperado por todos. Mas, com o propósito de fazer gol, o clube acaba levando, o que obriga mais ainda o time jogar com garra e determinação.

Triste ser vice-campeão

Ambos, tanto garra, quanto determinação, acontecem, porém, não foi o suficiente. Como resultado, entre todas as adversidades ocorridas, o Inter acaba sofrendo o segundo gol e dá adeus ao título da Copa do Brasil. Athletico consagra-se o campeão!

Ser triste passa, só o amor continua!

Triste ser vice-campeão

Toda campanha, energia e apoio, no fim das contas, não valeu o título… Resta agora, mediante a tudo isso, esperar uma possível disputa pelo título do Campeonato Brasileiro. O verdadeiro torcedor, de fato, apoia seu clube até o final e, até o final, é que o clube Colorado espera poder, ao menos, dar uma alegria ao torcedor colorado nesse ano de 2019. Por isso, mesmo sendo triste o vice-campeonato, isso passa, só o amor continua!

 

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo