Resenha

Comparativo Messi e Cristiano Ronaldo – Confira agora Mesmo

 

Sabemos que todos os torcedores possuem o seu gosto pessoal em relação aos jogadores. Com certeza, Lionel Messi e Cristiano Ronaldo são nomes importantes para o cenário futebolístico, então é comum que essas figuras sejam constantemente comparadas, a ponto de colocar um em frente ao outro. 

Por mais que você possua o seu time dos sonhos ou que tenha mais afinidade com um clube em específico, esse não deve ser somente o único motivo para levar ame consideração em uma discussão comparativa. Saber quem é o melhor no futebol vai além de amor, acompanha a técnica também. 

Ao longo de quase 13 anos os jogadores Lionel Messi e Cristiano Ronaldo disputaram os seus talentos e habilidades, mesmo sem querer. É normal ver que os torcedores ficam colocando os jogadores em “jogo”, afinal a emoção sempre fala mais alto (e todo mundo quer que o seu jogador seja considerado o melhor). 

Durante esse período, de 13 anos, os dois jogadores disputaram em times com muito reconhecimento (não somente a nível nacional), além de alimentar uma rivalidade esportiva gigante, e muitas vezes sem nem ao menos querer. 

Nós queremos trazer, além de fatos e informações, números importantes que falam por si. 

Como falamos acima, não basta olhar para os jogadores com apenas o afeto em evidência. É necessário tratar de dados que envolvam as técnicas e gols dos jogadores, assim eremos um comparativo mais conciso e próximo à realidade. Vamos conferir as informações que separamos especialmente para você? 

messi-e-cristiano-ronaldo

Jogos na carreira de Messi e Cristiano Ronaldo 

O primeiro dado que precisamos analisar é a quantidade de jogos na carreira que cada um desses jogadores possui, pois saber quantas vezes cada um jogou vai nos dizer quantas oportunidades essa pessoa já teve de balançar as redes do gol em uma partida.

A priori, iremos falar sobre Cristiano Ronaldo. CR7 teve 1.002 jogos em toda a sua carreira, sendo que a sua primeira partida ocorreu quando ele ainda estava no Sporting. No caso das datas de início, Cristiano começou a jogar em 2002. 

Por outro lado, no caso de Lionel Messi, o seu primeiro jogo (claro que jogando profissionalmente) ocorreu no ano de 2004, enquanto jogador do Barcelona. 

A idade desses dois jogadores interfere nessas datas de início, e essa diferença entre eles é de dois anos e quatro meses, então isso diz muito às oportunidades que Cristiano teve de jogar e praticar mais. 

Total de gols marcados 

Além de analisarmos a quantidade de partidas que cada um desses jogadores já participou, é importante também levar em consideração nesse comparativo quantos gols cada um deles marcou. 

Os gols não definem exatamente qual é melhor que o outro, mas sim se a técnica adotada é realmente positiva para o seu time e o rendimento daquele profissional. 

No caso de Cristiano Ronaldo, vemos que a marca total dele, dentro do número citado acima de jogos gerais, é de 725 gols, sendo a sua média de 0,72 gols a cada partida que foi jogada. 

Por outro lado, Lionel Messi tem o número de 697 gols totais em sua carreira, porém a sua média já maior que a de Cristiano, sendo 0,81 de média de gol por jogo. 

Assistências dadas por jogador

Não somente de gols vive uma estrela do futebol. Em um time, é preciso estar em total harmonia entre os jogadores, e para ser considerado um dos melhores jogadores do mundo é essencial que este procure auxiliar os seus parceiros.

As assistências são tão importantes quanto a marcação de gol em si, afinal todo o time deve possuir uma coerência nas jogadas (sejam elas ensaiadas ou não). 

Analisando cada jogador em suas particularidades quanto às assistências, temos os dados das assistências que eles fizeram nas partidas totais, assim como a sua média por jogo. 

Cristiano Ronaldo tem 222 assistências, dentro do número citado acima, sendo a sua média de 0,22 por jogo. Esse é o seu rendimento enquanto componente do time. 

Ao somar os gols e assistências de Cristiano Ronaldo ainda não temos o suficiente para passar a média de Messi, pois essa adição resulta em 947 de gols + assistências.

Lionel Messi realizou 292 assistências nas suas partidas disputadas, sendo que a sua média por jogo é de 0,34 assistências. 

Ao ver que a soma de gols e assistências de Messi resulta em 989 vemos que ele ultrapassou o CR7 em participação direta nos gols, e isso foi visto no final da temporada do ano de 2017/18. 

Quanto a média de participações diretas em gols por jogo, vemos que o Cristiano Ronaldo teve vantagem em relação a Messi (quanto a seleção), pois a sua média de gols por sua seleção é de 0,60 a 0,51. 

No caso de Messi, a sua média é maior que a CR7 no que se refere a média de gols por clube, sendo 0,87 a 0,75. Porém as suas outras médias são menores, sendo as assistências por clube de 0,34 a 0,23, e por seleção 0,30 a 0,18. 

É importante ressaltar que esses números que citamos contaram com o clube + a seleção, a fim de ter resultados mais reais. 

Números na seleção 

Pela seleção, Cristiano Ronaldo jogou 164 partidas, com 99 gols marcados e o número de 30 assistências. 

E no caso de Lionel Messi, as suas partidas jogadas contabilizaram 138, com 70 gols marcados e 42 assistências prestadas aos seus colegas de time na seleção. 

Como os gols foram marcados? 

Agora iremos analisar como cada um desses jogadores, Messi e Cristiano Ronaldo, marcaram os seus gols, assim você pode definir como eles aplicam as suas técnicas em campo. 

No caso de CR7, a maioria dos seus gols foram marcados com a perna direita (com o marco de 465 gols). Logo depois, a perna esquerda fica em segundo lugar, com 130 gols. E por fim, ele marcou 128 gols com a sua cabeça. 

Em se tratando de Messi, a maior parte de suas marcações de gols foram com a perna esquerda, totalizando 580 gols. Em segundo lugar, a perna direita, com 90 gols. E por último, gols marcados com a cabeça, com o número de 24 gols. 

Veja que os gols que CR7 tem são distribuídas de uma forma mais variada, contemplando várias partes de seu corpo, o que não ocorre com o Messi. 

Messi foca em sua perna dominante, que seria perna esquerda. 

Com certeza o marco de 90 gols com uma perna que não seja a dominante é algo relevante, até mesmo por comparar com outros atacantes, porém o foco nele é em sua segurança na perna dominante, que seria a esquerda.

Veja outros conteúdos no Futeblog – Site especializado em noticias sobre o futebol.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo