GamesNotícias
Destaque

Recordes em FIFA: conheça alguns feitos imbatíveis e bizarros

Pois é, existem coisas que se contar ninguém acredita do que já fizeram nesse game

Hora de falar sobre os recordes em FIFA. Você é daqueles que frequentemente passa o rodo nos adversários e está em busca de novos desafios? Saiba, meu caro jovem, para ser um mestre de verdade na arte do futebol virtual deve (tentar) superar alguns desses feitos que iremos listar no artigo de hoje.

Mas já vamos te avisando que obviamente essa não será uma tarefa fácil. Algumas pessoas acham, aliás, que são feitos imbatíveis.

Só que caso não esteja buscando conseguir os feitos loucos desses jogadores extremamente dedicados (o que, convenhamos, é bem mais provável), relaxe pelos próximos minutos e confira alguns recordes que podem ser considerados imbatíveis no FIFA.

recordes em FIFA

A incrível marca de 189 gols em uma única partida: um dos recordes em FIFA mais insanos

Em 2013, o garoto de 15 anos, Jacob Gaby, de Hertfordshire, no Reino Unido, jogava FIFA 12 com seu irmão. Assim, no meio do jogo, ele decidiu descobrir quantos gols era possível fazer em uma partida de 40 minutos. A ideia não era exatamente estabelecer um recorde, mas sim fazer uma partida casual para sanar a curiosidade.

Somente nos primeiros 20 minutos de partida, Gaby já havia marcado 100 gols. Assim, seu irmão sugeriu que ele prosseguisse, pois ele deveria estar a caminho do recorde. Ao final da partida, foram 189 gols marcados.

Esse placar dá uma média de cerca de cinco gols por minuto, um gol a cada 12 segundos. Na época, ele afirmou à imprensa que, ao contrário do que muitos possam imaginar, ele jogava cerca de sete horas por semana. O tempo era obviamente inferior ao que se presume como período ideal de treinamento para entrar no Guiness, uma vez que seus pais sempre pediram a ele que focasse no estudos.

“Você pode não ser o melhor em um jogo, mas pode ser o melhor em um certo aspecto dele”, afirmou Gaby. Assim, o moleque deu uma super dica para aqueles que buscam um dia superá-lo.

Sequência de 535 vitórias consecutivas

Em fevereiro desse ano, o adolescente dinamarquês Anders Vejrgang, de 15 anos, perdeu uma parida do Weekend League, do Fifa 21. Ok, a derrota seria um fato banal não fosse o contexto na qual a derrota aconteceu. É que antes de perder, o jovem acumulou uma sequência de 535 vitórias jogando contra adversários anônimos no game de futebol da EA.

A derrota de 5 a 1 foi vista por cerca de 80 mil pessoas que acompanhavam a transmissão do confronto ao vivo na Twitch.  Assim, após a partida, o próprio Vejrgang fez uma brincadeira em postagem no Instagram, utilizando o famoso filtro que envelhece o rosto, com a seguinte frase: “Um recorde, mas toda sequência deve acabar. (535-1). Vamos de novo”.

Recorde de faturamento em FIFA de US$ 1.4 bilhão em um semestre

Tá bom, esse recorde não se refere a algum feito específico dentro do jogo, mas sim ao próprio resultado obtido com as vendas do game e de itens específicos dentro dele. Afinal de contas, não é novidade que a EA arrecada valores cada vez maiores com o game a cada ano – inclusive com os infames pacotes com cartas de jogadores aleatórios.

Isso, aliás, é motivo de críticas da comunidade. Muitos acham que esta é uma política que exclusivamente visa o lucro, em detrimento de inovações no game.  Somente no primeiro trimestre do ano passado, por exemplo, foram cerca de US$ 1.4 bilhão arrecadados. Assim esta foi a maior marca em um período semelhante.

Isso, sem dúvida, agrada a EA e serve como um desestímulo para a interrupção de algumas práticas que podem ser nocivas para o consumidor (como as lootboxes).

“Foi o primeiro trimestre sem precedentes para nossos negócios na Electronic Arts, com um crescimento extraordinário em nossos jogos e serviços ao vivo e desempenho financeiro recorde”, disse o executivo-chefe da EA, Andrew Wilson, em entrevista ao site Inside World Football.

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo