NotíciasFora do campoFutebol Internacional
Destaque

Guerra na Ucrânia e o futebol: como o conflito afeta o mundo deste esporte?

Infelizmente o conflito tem tido impactos diretos no esporte

Pois é, ao contrário do que todos gostariam, a guerra na Ucrânia e o futebol estão ligados. O conflito desencadeado pela Rússia também está afetando diretamente o esporte, principalmente o futebol europeu. Ao longo dos últimos dias, vários fatos mostraram que essa modalidade não está imune aos efeitos da crise política mundial.

Guerra na Ucrânia e o futebol
GENEVA, GE, SWITZERLAND – FEB – 26 – 2022: Protesters demonstrate against Russia’s invasion of Ukraine. Protest against the war in Place des Nations, in front of the United Nations headquaters,

Competições continentais como a Liga dos Campeões e as eliminatórias para a Copa do Mundo já sentem o impacto da guerra. Além disso, jogadores de outras nacionalidades que jogam na Ucrânia lutam para deixar o país em meio ao caos.

A questão financeira também está sendo afetada. Neste sentido, grandes clubes estão cancelando contratos com empresas russas. E, mais recentemente, o bilionário russo que comandava o Chelsea entregou o comando do clube após pressão da opinião pública. Dessa forma, saiba mais detalhadamente como a guerra na Ucrânia e o futebol estão interligados.

Problemas da guerra na Ucrânia e o futebol: final da Liga dos Campeões

A final da Liga dos Campeões aconteceria em São Petersburgo, na Rússia. A Gazprom Arena seria o palco da final, marcada para o dia 28 de maio. No entanto, após a Rússia invadir a Ucrânia, a Uefa alterou o local da decisão.

Assim, após uma reunião de emergência do Comitê Executivo, se chegou à conclusão que a realização da partida na Rússia seria inviável. Dessa forma, a Uefa marcou a final para o Stade de France, em Paris.

Ainda em relação à Liga dos Campeões, as equipes russas e ucranianas deverão atuar em campo neutro e não em seus respectivos países. Já na Liga Europa, a Uefa deve confirmar a eliminação do Spartak Moscou, da Rússia.

Guerra na Ucrânia e o futebol
GENEVA, GE, SWITZERLAND – FEB – 26 – 2022: Protesters demonstrate against Russia’s invasion of Ukraine. Protest against the war in Place des Nations, in front of the United Nations headquaters,

Rússia fora da Copa do Mundo 2022

Em março inicia a repescagem europeia para a Copa do Mundo 2022. São 12 seleções que brigariam pelas últimas três vagas europeias para a Copa, incluindo a Rússia e a Ucrânia.

Mas algumas seleções já se manifestaram dizendo que não gostariam de atuar em solo russo. Entre elas, a Polônia, a República Tcheca e a Suécia. Diante da gravidade da situação nessa região, a FIFA confirmou que a Rússia está fora das eliminatórias para a Copa. Assim, a Rússia não estará na Copa do Mundo de 2022.

Atualizando! Fifa suspendeu o futebol russo – clubes e seleções – de competições internacionais. Vale para as seleções de base também.

Quebra de patrocínios: mais uma consequência da ligação da guerra da Ucrânia e o futebol

O Manchester United e o Schalke 04 anunciaram a quebra de contrato de patrocínios com empresas russas. O United, que era patrocinado desde 2013 pela empresa aérea russa Aeroflot, cancelou o contrato após o início da guerra. O patrocínio era milionário, mas a equipe inglesa cedeu à pressão dos torcedores e opinião pública.

Já o Schalke 04, que está na segunda divisão alemã, encerrou o patrocínio com a Gazprom, empresa de gás da Rússia. Nos próximos dias, mais casos semelhantes devem ocorrer.

Chelsea sem comando depois do estouro do conflito

A guerra da Ucrânia e o futebol sofreram graves impactos e de diversas formas. Muita gente não sabia, mas o Chelsea era comandado por um bilionário russo, que, desde 2003, investiu mais de 2 bilhões de libras na equipe. Só que o bilionário Roman Abramovich tem estreitas relações com o presidente da Rússia, Vladimir Putin.

Dessa forma, após grande pressão, Abramovich entregou o comando do Chelsea na última semana. Vale lembrar que a equipe é a atual campeã do Mundial de Clubes e da Liga dos Campeões. Agora, o Chelsea vive um futuro incerto.

chapions scaled
Foto: Pierre-Philippe Marcou

Seleção Ucraniana pode ir para a guerra

Este é mais um ponto negativo em destaque sobre a guerra na Ucrânia e o futebol. Além da paralisação do campeonato nacional, a Seleção Ucraniana vive dias de incertezas. Isso porque o decreto do presidente Volodymyr Zelensky proíbe homens entre 18 e 60 anos a deixarem o país.

Neste sentido, a população masculina nessa faixa etária pode ser convocada a qualquer momento para lutar na guerra. Além disso, qualquer jogador ucraniano que esteja no país pode ser convocado para o conflito. Alguns atletas, inclusive, já se manifestaram sobre o assunto.

Jogadores lutam para deixar a Ucrânia

Por fim, a guerra na Ucrânia afeta o mundo do futebol aqui no Brasil também. Apesar de alguns brasileiros já terem conseguido deixar o país, muitos não tiveram essa sorte.

Ao todo, são 30 brasileiros que atuam na Ucrânia. Logo após o início da guerra, eles se reuniram com suas famílias e gravaram um vídeo pedindo auxílio do governo brasileiro. O Brasil tenta viabilizar uma “missão” de resgate, mas encontra dificuldades.

Mais sanções pela FIFA 

Assim como a Uefa, a FIFA também vem anunciando sanções em relação à Rússia. Atualmente, o país já sofre punições do Comitê Olímpico Internacional, por conta dos inúmeros casos de doping. Agora, a FIFA adotou medidas parecidas e mais amplas, que incluem:

  • Nenhum jogo internacional pode ser disputado na Rússia;
  • Os jogos com mando de campo da Seleção Russa devem acontecer em campo neutro;
  • Além disso, nenhum jogo da Seleção Russa contará com torcida;
  • E ainda a Rússia não poderá usar seu nome, hino e nem bandeira em jogos da sua seleção.

Ao longo dos próximos dias, mais sanções no esporte devem acontecer. Assim, além do futebol, outras modalidades também estão “boicotando” a Rússia após o início da guerra.

A situação está bem dramática, de forma que a guerra na Ucrânia e o futebol tem visto muita coisa acontecer. E para nós, fãs do esporte, basta torcer para que tudo se resolva da melhor forma possível. Seja como for, é preciso esperar para ver os desdobramentos disto tudo.

Gostou da matéria sobre a guerra na Ucrânia e o futebol?

Nos conte do que mais você quer saber e ler por aqui!

Siga o Futeblog no Instagram! @futeblogfc

Veja aqui se o seu time está na mira do grupo City! Eles querem comprar um time no Brasil

Veja quem são os maiores cobradores de falta de todos os tempos, aqui ó!

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Eu Aceito a Política de Privacidade

Botão Voltar ao topo