Resenha

Como funciona o Prêmio Puskás?

A cerimônia de entrega do Prêmio Puskás é uma mistura de gols memoráveis, trajes de gala e tapete vermelho. Nessa festividade, o prêmio é concedido ao jogador que realizou o gol mais bonito do ano com a intenção de representar a grandeza e emoção que o atleta sentiu no dia da partida. 

Em outras palavras, o Prêmio Puskás celebra a eternidade, emoção, beleza e até mesmo as histórias que existem por trás dos gols. Por isso, no presente artigo, esclareceremos tudo a respeito da premiação a fim de cessar todas as dúvidas sobre a premiação e relembrar o craque que dá nome ao prêmio. Acompanhe a seguir!

Veja também – Bola de Ouro: relembre os campeões desse super prêmio

Premio-Puskas 

História por trás do nome da premiação 

Desde o ano de 2009, a Federação Internacional de Futebol (FIFA) concebe o Prêmio Puskás para o autor do gol mais marcante e bonito do ano. O nome da premiação, por sua vez, faz uma homenagem ao Ferenc Puskás, ex-jogador de futebol húngaro e um dos maiores artilheiros da história futebolística. 

Ao longo de sua vida, o atleta se dedicou muito ao futebol e, por isso, foi considerado um dos melhores jogadores do mundo todo entre os anos de 1940 e 1960. Sua atuação aconteceu somente em dois times, no Honved, time da União Soviética e no Real Madrid. 

Na época, Ferenc atuou com o que hoje considera-se um atacante moderno e, em 528 jogos, o atleta marcou 512 incríveis gols. Pela seleção da Hungria, Puskás determinou o recorde de média de goleadas, marcando 84 gols em 85 partidas. 

Entre os quase 600 belíssimos gols do jogador, juntamente ao seu posicionamento inteligente, havia um chute bastante potente, o que resultou em uma coleção de pinturas. Todavia, o intuito da premiação é homenagear a carreira do craque que dava shows em campo. 

Como funciona o Prêmio Puskás

O funcionamento do Prêmio Puskás pode gerar muitas dúvidas, mas não é difícil de entendê-lo. Primeiramente, é preciso ter em mente que a premiação ocorre com seleção especializada e voto popular. Até o ano de 2018, talentosos ex-jogadores de futebol faziam a seleção para os finalistas e a decisão era por votação on-line que ficava disponível até o dia da cerimônia. 

De 2019 em diante, a dinâmica foi modificada e optou-se para que ela fosse invertida. Então, os finalistas eram escolhidos pela internet e o grupo de especialistas decidia qual dos selecionados seria o ganhador do Prêmio Puskás no dia da cerimônia. 

Para que o gol seja selecionado e tenha chances de ganhar o prêmio, o jogador ou a jogadora precisam fazer parte de times que sejam filiados à Federação Internacional de Futebol (FIFA) e, claro, realizarem um golaço digno de prestígio antes das primeiras votações dos finalistas.  

Ganhadores do Prêmio Puskás 

Desde o seu primeiro ano de cerimônia, o evento já prestigiou doze jogadores de diferentes clubes de todo o mundo. A seguir, confira quais foram os premiados nesses 12 anos de Prêmio Puskás de acordo com o autor do gol e o ano correspondente.

  • Cristiano Ronaldo: Ano de 2009; 
  • Hamit Altintop: Ano de 2010;
  • Neymar Junior: Ano de 2011;
  • Miroslav Stoch: Ano de 2012;
  • Zlatan Ibrahimovic: Ano de 2013;
  • James Rodríguez: Ano de 2014;
  • Wendell Lira: Ano de 2015;
  • Mohd Faiz Subri: Ano de 2016;
  • Olivier Giroud: Ano de 2017;
  • Mohamed Salah: Ano de 2018;
  • Dániel Zsóri: Ano de 2019; 
  • Heung-min Son: Ano de 2020.

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo