Futebol Brasileiro
Destaque

Clubes anunciam intenção de criar uma liga. Só acredito vendo!

Ditado muito comum na cultura popular diz “sou como São Tomé, só acredito vendo.”  Pois eu estou como o apóstolo de Cristo, que somente acreditou na ressureição de Jesus após vê-lo e tocá-lo. Não consigo acreditar que os clubes da Série A do Campeonato Brasileiro cumpram a promessa de criar uma liga independente para organizar o Brasileirão já a partir do próximo ano. O documento de intensão tem como signatários 19 clubes e foi entregue à direção da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Apenas o Sport não assinou por estar sem presidente, porém, em nota, o clube pernambucano garantiu ser favorável e que oficializará sua adesão o mais breve possível.

Na minha opinião os clubes estão aproveitando o momento de fragilidade da CBF, que afastou o presidente Rogério Caboclo por causa de denúncia de assédio sexual e moral, para conseguirem algumas vantagens. Pleito que considero legítimo, afinal os clubes são os grandes protagonistas do futebol e devem participar das decisões tomadas pela Confederação.

Tanto que na carta mencionam como motivos “diversos acontecimentos que vêm se acumulando ao longo dos anos e que revelam um distanciamento total e absoluto entre os anseios dos clubes que dão suporte ao futebol profissional brasileiro e a forma como que é gerida a CBF.”

criar uma liga
Clubes pedem alteração estatutária na CBF que dê maior participação nas decisões institucionais e na gestão. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

Os clubes pedem a imediata alteração estatutária na CBF que dê maior participação a eles nas decisões institucionais e na gestão. Querem igualdade com as federações no processo eleitoral para escolha do presidente e vice da entidade.

Atualmente, os votos de federações e clubes não têm o mesmo peso. Nada mais justo, visto que os votos das 27 federações têm peso 3, enquanto os clubes da Série A têm peso 2 e os da Série B peso 1.

Também pedem o fim dos requisitos mínimos para inscrição das chapas concorrentes à eleição da CBF, abolindo-se a necessidade de apoio de oito federações e cinco clubes. Querem que para o lançamento de chapas baste o apoio ao menos 13 eleitores, independentemente de serem clubes ou federações.

Concordo com as reivindicações, porém, tal como São Tomé ainda não acredito que irão adiante. O motivo da minha descrença é a última tentativa dos clubes de assumirem o protagonismo no gerenciamento do Brasileirão. Foi em 1987, quando treze clubes fundaram o Clube dos 13. Inicialmente formado por Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Corinthians, Cruzeiro, Flamengo, Fluminense, Grêmio, Internacional, Palmeiras, Santos, São Paulo e Vasco, o grupo chegou a ter 20 membros.

criar uma liga
Clubes da Série A anunciam intenção de criar uma liga para organizar o Brasileirão já em 2022. (Foto: Lucas Figueiredo/CBF)

O motivo da criação era tão legítimo como o de agora. Os clubes associados adquiriram maior poder em negociações coletivas, principalmente na comercialização dos direitos de transmissão dos jogos. O Clube dos 13 assumiu a responsabilidade pela organização do Campeonato Brasileiro daquele ano, que foi disputado com o nome de Copa União e teve o Flamengo como campeão.

Tudo parecia ir bem até que a CBF decidiu ir contra a competição e realizou um campeonato paralelo que ficou conhecido como Módulo Amarelo, que teve final entre Sport e Guarani com o time de Recife sagrando-se campeão.

A CBF bem que tentou realizar um quadrangular entre os times finalistas dos dois campeonatos para decidir quem seria o verdadeiro campeão de 1987. O torneio não foi realizado por discordâncias e o caso foi parar na Justiça. Muitos anos depois o Supremo Tribunal Federal (STF) entendeu que o Sport é o único campeão brasileiro daquele ano.

O tempo passou e a liga brasileira de clubes nunca chegou a ser criada. Desprestigiado, o Clube dos 13 foi perdendo força até que, em 2011, ele se desintegrou após a saída do Corinthians, que resolveu conversar diretamente com a Globo os seus direitos de transmissão.

Roberto Maia é jornalista, cronista esportivo, editor de revista Qual Viagem e do portal Travelpedia.

Veja também! Você sabe que são os jogadores mais rápidos do mundo? Olha!

Conheça nosso Guia de apostas para iniciantes.

Você sabe que são os jogadores mais rápidos do mundo? Olha!

Entre no nosso grupo no Telegram, receba Tips e tire dúvidas! Aqui!

Quer colaborar? Entre em contato! 

Conheça os melhores campeonatos de games de futebol que existem aqui!

Etiquetas

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo